Rosilene Fontes

Rosilene Fontes

A fotografia de Rosilene Fontes leva o observador a entrar, de forma poética, pelas lentes de um caleidoscópio. Sob um olhar arquitetônico, a artista brasileira instaura universos visuais a partir de pinturas, desenhos, colagens e fotografias. 

As composições de Rosilene Fontes caracterizam-se por conter elementos que remetem às suas lembranças de infância (como os seus balões coloridos), assim como por reunir elementos semelhantes em termos de textura e impacto. Por exemplo, icônicos azulejos de capitais europeias como Paris, Lisboa e Amsterdã são desconstruídos e reconstruídos numa composição colorida, espelhada e, articuladamente, fluída. Através da repetição de tais padrões e texturas, a artista dá vida a novos “espaços de fabulações”, provocadores de novas leituras sobre o mundo. 

Entre as exposições coletivas de Rosilene Fontes, sócia do coletivo Hermes Artes Visuais, destacam-se as do programa do Museu de Arte de Ribeirão Preto (2011, 2012 e 2014), a exposição “Aluga-se Ville”, na Central Galeria, em São Paulo (2012) e a exposição “The dirty and the bad from São Paulo to Svendborg”, na Dinamarca (2011).