Dia Internacional do Museu

 

Os museus são pontes, portas e janelas que ligam e desligam mundos, tempos, culturas e pessoas diferentes. Nesse 18/05, dia internacional do Museu, gostaríamos de parabenizar estes que tem o cuidado de cuidar e preservar a arte, a cultura e a história.
Em homenagem ao dia do museu, a equipe Democrart preparou para você uma lista com dez museus imperdíveis para visitar e conhecer:

Museu do Louvre
1-Museu do Louvre, Paris- Antes de se tornar museu o Louvre era a sede do governo monárquico francês, foi a casa de muitos reis e rainhas franceses antes de abrigar obras de arte. O tamanho imponente de sua arquitetura não deixa a desejar quanto ao tamanho da coleção do museu, que por sua vez possui peças desde Antiguidades (dividido em coleções egípcia, grega, romana e etrusca), Pinturas, Antiguidades Orientais (objetos do Oriente Médio, Mesopotãmia, Índia e norte da África), Esculturas, Arte Decorativa, Gravuras e Desenhos (que conta com manuscritos com iluminuras e esboços e estudos de mestres como Leonardo e Rembrandt).

Museu Inhotim
2-Instituto Inhotim, Brumadinho- Com o título de maior centro de arte contemporânea a céu aberto do mundo, o museu do Inhotim chama a atenção não apenas por suas inúmeras instalações, esculturas, desenhos, fotos e vídeos que chocam, encantam e estimulam a participação do visitante, seu criador Bernardo Paz também projetou um espaço com jardins amplos e exuberantes que dialogam com as obras de arte e a arquitetura das galerias - que de tempos em tempos são atualizadas, de acordo com o a curadoria do museu.

Met
3- The Metropolitan Museum of Art, Nova York- Criado com o intuito de promover arte e educação para a povo de seu país o Met é considerado o maior museu do Hemifério Ocidental, é um dos museus mais importantes do mundo devido a seu enorme acervo que possui 2 milhões de obras que abragem mais de 5000 anos de história.

Rijksmuseum
4-Rijksmuseum, Amsterdam- A coleção do Rijksmuseum apresenta a história da Holanda em um contexto internacional, desde 1.100 até o presente. Ele tem uma larga coleção de pinturas da idade de ouro neerlandesa e uma substancial coleção de arte asiática.

5-Galeria Uffizi, Florença- Transformada em uma galeria privada para o prazer da família governante da cidade, os Médici e seus convidados, pinturas, estátuas, jóias e instrumentos científicos e armas foram expostos na galeria constituindo uma das coleções mais interessantes do mundo. Em 1865, a Galeria Uffizi virou museu, e hoje é composta por 50 ambientes que abrigam pinturas do séc. XIII até o séc.XVIII. Entre as mais famosas "O Nascimento de Vênus" de Botticelli, além de 3 obras de Leonardo da Vinci, uma por Michelangelo, algumas de Rafael e muitas de Ticiano e Caravaggio.
5-Galeria Uffizi, Florença- Transformada em uma galeria privada para o prazer da família governante da cidade, os Médici e seus convidados, pinturas, estátuas, jóias e instrumentos científicos e armas foram expostos na galeria constituindo uma das coleções mais interessantes do mundo. Em 1865, a Galeria Uffizi virou museu, e hoje é composta por 50 ambientes que abrigam pinturas do séc. XIII até o séc.XVIII.

British museum
6- The British Museum, Londres –Foi o primeiro grande museu público, gratuito, secular e nacional em todo o mundo. Conta hoje com um acervo de quase 8 milhões de peças, que juntas contam a história das conquistas culturais da humanidade desde o início da história, há mais de 2 milhões de anos, até os dias de hoje.

Museu da Acropolis
7- Museu de Acropolis, Atenas –O antigo prédio foi concluído em 1874, sendo o primeiro museu grego a ser instalado em um edifício construído especialmente para uso como museu. A coleção do Museu da Acrópole, como seu nome sugere, consiste dos achados arqueológicos da própria Acrópole. O acervo começou a ser reunido com as escavações levadas a cabo no século XIX, que recolheram algumas esculturas clássicas e objetos votivos dedicados ao culto de Atena.

State Hermitage
8- State Hermitage, Sao Petersburgo- É um dos maiores museus de arte do mundo e sua vasta coleção possui itens de praticamente todas as épocas, estilos e culturas da história russa, européia, oriental e do norte da África, e está distribuída em dez prédios, situados ao longo do rio Neva, dos quais sete constituem por si mesmos monumentos artísticos e históricos de grande importância. Neste conjunto o papel principal cabe ao Palácio de Inverno, que foi a residência oficial dos Czaresquase ininterruptamente desde sua construção até a queda da monarquia russa.

MASP
9-Museu de Arte de São Paulo (MASP), São Paulo-O MASP possui a mais importante e abrangente coleção de arte ocidental da América Latina e de todo o hemisfério sul, em que se notabilizam sobretudo os consistentes conjuntos referentes às escolas italiana e francesa. Possui também extensa seção de arte brasileira e pequenos conjuntos de arte africana e asiática, artes decorativas, peças arqueológicas etc., totalizando aproximadamente 8 mil peças. O acervo é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O museu também abriga uma das maiores bibliotecas especializadas em arte do país.

d'Orsay
10-Museu d’ Orsay, Paris-Fundado em 1986 em edifício que originalmente serviu como estação de trem -erguida para a Exposição Universal de 1900-, o Museu d’ Orsay reúne trabalhos produzidos no período entre 1848 e 1914. Não por acaso este foi uma das fases mais criativas e inovadoras da história, tanto do ponto de vista artístico como no campo da filosofia e das ideias, que influenciaram fortemente as obras da época. Trazidas de outros três centros artísticos – incluindo o Louvre –, figuram no acervo do Orsay pinturas, esculturas e fotografias feitas por mestres do impressionismo, pós-impressionismo e realismo. Estão la trabalhos de Monet e Manet, Degas, Matisse, Cézanne, entre outros mestres.

image

inspire seus amigos

Receba conteúdo exclusivo sobre arte, fotografia & decoração em seu e-mail