Uma nova geração de exploradores

 

Preparado com macacão térmico para suportar nevascas a menos sessenta graus, o fotógrafo californiano Chris Bukard acompanha um grupo de surfistas profissionais em uma jornada que envolve enfrentar o mar do Ártico. Escorrega em um bloco de gelo de nove metros e se joga no mar que invade o continente com ventos de até 90 km/h e ondas de dezesseis pés. Ao invés das coloridas pranchas, Bukard carrega nas mãos equipamento fotográfico à prova d’água e lentes que perseguem o clique da viagem.

Por muito tempo, a busca pela vida nas cidades, com mais oportunidades de emprego, era um ideal buscado por muitos. Mas o trabalho de Chris é inspirar o espectador a sair da zona de conforto e viajar com a imaginação através de suas fotos para longe da poluição e do stress. “A câmera é meu veículo para experimentar o mundo. Quero que as pessoas sejam levadas para tão longe com a minha fotografia a ponto de sair de casa para procurar alguma aventura”, explica em entrevista ao blog.

Apesar do trabalho com o surf facilitar suas visitas à cenários paradisíacos, Chris representa um movimento que leva cada vez mais pessoas para temporadas no interior, em um lago silencioso ou em uma barraca na praia, mesmo que seja para aproveitar uma noite longe do caos das capitais. Batizada de “New Outsider Culture” pelo fotógrafo inglês Jeffrey Bowman, a ideia mistura o espírito de comunidade facilitado pelas novas mídias à criatividade e vontade de experimentar algo novo, o que os leva a desenvolver e compartilhar equipamentos, veículos, ferramentas e novas formas de acampar e viver o ar livre.

“Quero que as pessoas sejam levadas para tão longe com a minha fotografia a ponto de sair de casa para procurar alguma aventura”
— Chris Bukard

546
O fotógrafo de surf Chris Bukard clica uma tempestade de neve no Ártico (crédito: Chris Bukard)

546x2
O desenvolvedor Matt Pensworth aproveita os finais de semana nas florestas de Portland, nos Estados Unidos, onde desenvolveu hobbies como a escalada

O casal decidiu aderir ao estilo de vida após economizar dinheiro e vender tudo o que tinham em oito bazares.

“Não estamos escalando picos, buscando isolamento total ou auto-suficiência. Este movimento é composto por um conjunto rico e diversificado de atividades na natureza. É uma mistura de ousadia e criatividade. É desenhar, criar, acampar e dividir”, explica Bowman, que junto com Jason Boyson Cooper editou “Outsiders – The New Outdoor Creativity”, lançado em 2014 pela editora alemã Gestalten. O livro reúne diferentes formatos e ferramentas de viajantes criativos em cenários que passam pela aurora boreal na Islândia às montanhas e mochileiros da Patagônia.

Para Cooper, esta é uma forma de fugir da rotina dos centros urbanos, onde a liberdade está cada dia mais limitada por regras, trânsito e o stress do trabalho. “Nas cidades estamos conectados através de sinais, sinalizações e redes, por semáforos e filas. Esta nova cultura é formada por pessoas comuns em busca de algo a mais, pessoas se desafiando a viver sua própria aventura, uma alternativa para o estilo de vida urbanizado. Queremos lembrar que todos nascemos exploradores.”

Parte do variado cenário, o casal Adam e Emily e a pequena filha Collete Harteau decidiram aderir ao estilo de vida na natureza em outubro de 2012, após economizar dinheiro e vender tudo o que tinham em oito bazares com a meta de chegar com uma van Volgswagen à Tierra del Fuego, na Argentina. Saindo de Los Angeles, a viagem já dura mais de um ano e meio e ainda não tem previsão de volta.

collete_family2
Adam faz pausa para o trabalho em floresta no Chile (crédito: Our Open Road)

collete2
Grávida, a designer de moda Emily programou o nascimento da segunda filha na estrada (crédito: OOR)

A renda do casal é uma mistura de trabalhos locais, arrecadações no Kickstarter, pizzadas e doações dos seguidores do Instagram (hoje já são mais de 70 mil). Grávida da segunda filha, Emily explica que aprendeu a viver de uma forma mais sustentável e econômica para permitir que Collete crescesse em um ambiente livre, o que inclui aprender a nadar nas piscinas naturais das Américas. Com a limitação dos ingredientes para os jantares da família, está escrevendo um livro de receitas fáceis e saudáveis.

Com prefácio escrito pelo primeiro explorador a desbravar o Pólo Norte, Erling Kagge o livro reúne ainda uma dupla de ciclistas, um criador de motos customizadas e designers que criam ferramentas e accessórios inovadores para acampar. “A nova cultura ao ar livre é um renovado sentido de liberdade e espírito de aventura. É uma ideia que todos podem tentar aplicar no dia a dia”, finaliza Bownam.

“A nova cultura ao ar livre é um renovado sentido de liberdade e espírito de aventura. É uma ideia que todos podem tentar aplicar no dia a dia”

1160-ciclismo
Os irmãos Hoepner criam acessórios para ciclistas que gostam de enfrentar jornadas longas na estrada (crédito: Divulgação/GestaltenVerlag)

casanaarvore
O arquiteto britânico Jason Thawley também é parte dos personagens retratados em “New Outsider Culture” com seu projeto “Three Tents” (crédito: Divulgação/GestaltenVerlag)

image

inspire seus amigos

Receba conteúdo exclusivo sobre arte, fotografia & decoração em seu e-mail